CORREÇÃO DE COR: AS MAIORES DÚVIDAS RESPONDIDAS PELO NOSSO EXPERT

CORREÇÃO DE COR: AS MAIORES DÚVIDAS RESPONDIDAS PELO NOSSO EXPERT

O expert Jr. Hordan, Coordenador Educacional da Red Iron, revela soluções para reverter um resultado indesejado de coloração ou mechas; e responde as principais dúvidas sobre o assunto

 O trabalho de correção de cor engloba casos de clientes com fios alaranjados, raiz mais clara, desbotamento, mechas muito grossas… Questões tão comuns no salão e que os cabeleireiros precisam saber como agir para lidar com conhecimento e precisão. O Coordenador Educacional da Red Iron, Jr. Hordan, falou sobre esse tema em live realizada no mês de maio, no Instagram da Red Iron. Confira!

Qual a diferença entre matização e neutralização?
Jr. Hordan (JH): Quando a gente fala em matização e neutralização, as pessoas já pensam no cabelo loiro e nas mechas, e pode ser que eu precise neutralizar o fundo de um cabelo vermelho para levar para o marrom, por exemplo. Então, quando eu falo de neutralização é porque estou neutralizando de alguma forma a cor existente – não necessariamente loiros. Se eu vou fazer a neutralização de um cabelo vermelho, preciso saber qual é o resultado de cor esperado. A partir daí vou fazer essa neutralização: vou anular, ou melhor, somar outra cor para ter uma terceira cor. Por exemplo, eu tenho um vermelho, vou neutralizar aquela cor vermelha com verde, automaticamente eu tenho uma cor que a gente chama de neutra.

Já a matização é muito conhecida. Ela surgiu no mercado para você adicionar matiz, assim o que acontece é você criar uma matiz na fibra.  A matização está muito ligada com processo rápido de lavatório: só para você ter uma ideia, o matizador tem ação de 10 minutos. Então eu tenho um produto que é um matizador, que eu vou usar para matizar o cabelo e por consequência neutralizar a cor.

Fios manchados: qual o melhor procedimento para consertar? Tinta sobre tinta ou uma limpeza de cor?
JH: Se a cliente chega ao salão e o cabelo está muito saturado, eu aconselho uma limpeza antes. Cabe muito bem uma limpeza na cor das pontas porque quando eu colocar a coloração, seja um marrom, um vermelho ou um acaju, a cor ficará mais vibrante e brilhante. 

Agora um exemplo: eu vou fazer uma cor sobre cor para uma mudança, estou indo para o vermelho de novo, porque acontece muito de a pessoa usar um vermelho na altura 6, um 666, aí ela olha na cartela e vê um marrom na altura 5  (uma altura abaixo). Aí você pode usar cor sobre cor – não tem problema, lembrando que para fazer esse marrom e neutralizar o vermelho, eu vou precisar de verde junto.

 Abertura fora do tom: fios alaranjados, como solucionar?
JH: Isso acontece muito, por exemplo, na altura 5. Nesse caso, o que fazer? A cliente escolhe um número 8, qual é o fundo de clareamento do 8? Quando você clareia o cabelo da altura 8, ele puxa para o laranja. Então vai depender do tubo que coloquei, se ela escolheu um 8 natural, o que vai acontecer? Ele vai resultar um 8 alaranjado porque não tinha pigmento lá. Se o caso for esse, eu vou ter que escolher na mesma altura de tom que chegou 7 ou 8, uma cor que tenha azul de fundo, no nosso caso, pode ser o 7.1 ou 8.1 pra neutralizar.

Correção de cor na raiz mais clara: como se prevenir para que isso não aconteça?
JH: O primeiro passo para a prevenção é fazer um bom diagnóstico. Eu vou explicar o que eu faço e como funciona, aí fica mais fácil. A cliente chega e vou fazer o diagnóstico da altura de tom da raiz e a altura de tom nas pontas. Vejo se tem coloração cosmética na ponta, ou se é natural. Normalmente, isso acontece em duas situações. Primeiro quando a raiz é natural e a ponta já é colorida – isso acontece muito. Muitas vezes, perguntamos para a cliente: “Qual foi o último tom que você usou?”. Aí ela responde:  “Ah, eu aplicava o 6 no meu cabeleireiro”. Preparamos o “nosso 6” e passamos. Só que o 6 que ela usava tem um fundo de pigmento predominante verde na base, e nós temos o azul na nossa base. Então quando usamos um fundo que tem verde, automaticamente dá uma impressão de mais escuro, de cinza, só que estava desbotado. Você foi lá, preparou e passou um 6, mas a raiz ficou mais clara. Então, o primeiro passo é fazer o diagnóstico correto. Sabe o que eu faço? Eu pego aquelas réguas “leitosas” que têm bolinhas para você fazer os círculos. Pego um lado, coloco na cartela, e um lado na raiz da cliente, e vou identificando a cor que bate porque faz com que eu neutralize o restante do cabelo. Então quando eu coloco aquela bolinha na raiz, eu estou enxergando só a cor da raiz. Pego a ponta e vou passando na cartela, no 3, 4, 5…  A hora que notar que bateu as cores, acerto a cor da altura da cliente.

Mechas muito grossas: como corrigir um trabalho feito com mechas muito grossas? Mechas inversas?
JH: O primeiro ponto é perceber se a mecha está uniforme. Se a mecha é muito larga e quero refazê-la, o ideal é fazer inversa. Mas o primeiro ponto é saber o seguinte: qual é a altura de tom natural da cliente? Vamos dar um exemplo, no caso a altura é um 6. Qual o fundo de pigmento da altura 6? Um 6 natural, qual é o fundo da melanina, quando você oxida a melanina o que ele traz? Vermelho, esse cabelo foi clareado. Então, vou fazer inversa, mas com papel diminuindo as espessuras das mechas, reproduzindo um fundo de tom avermelhado ou alaranjado. Coloco tudo isso dentro do papel, depois eu vou trocando o papel e aplicando a cor desejada, que é a cor natural. Assim precisa fazer o fundo, se voltar vai dar outra cor e vai desbotar.

Desbotamento da cor: tonalizar ou colorir?
JH: É o seguinte, quando faço uma coloração o que preciso? Uso uma coloração porque preciso da amônia pra dilatar a cutícula e tudo mais. Às vezes, a cliente chega ao salão com o cabelo desbotado, aí eu vou retocar a raiz, só que a ponta está desbotada – já teve um processo de clareamento da melanina natural e acoplamento da artificial, então já está colorida. O que é mais indicado? Trabalhar a raiz com a coloração e as pontas com tonalizante. Então a resposta vem, nos cabelos desbotados, uso tonalizante, que dá mais brilho e não preciso de abertura – vamos só depositar cor.