DICAS DO QUE FAZER E O QUE NÃO FAZER COM SEUS CLIENTES

DICAS DO QUE FAZER E O QUE NÃO FAZER COM SEUS CLIENTES

O cliente é a engrenagem do seu negócio, concorda? Sem ele, o seu trabalho não existe. Então, o mais importante de tudo é tratá-lo como se fosse da sua família. O bom atendimento e o relacionamento ainda continuam sendo as melhores estratégias de marketing, principalmente nestes tempos pós-pandemia, onde os clientes estiveram tão longe dos salões. Por isso, reunimos aqui algumas dicas que funcionam como um “guia de etiqueta” para te ajudar a tratar as pessoas mais importantes do seu salão. Confira:

Escute seu cliente

Não deixe de conversar com o seu cliente. Bater papo é bom, mas aqui estamos falando do negócio em si. Entenda o corte que ele quer, o que ele gosta no cabelo e o que não, como estava pensando que poderia ficar. Se atente sempre aos detalhes. Dê toda a atenção e diga o que é o que não é possível. Alinhe as expectativas!

Largue o celular

Deixe o celular de lado enquanto estiver atendendo. Internet é bom demais, ficar no Instagram e Facebook é melhor ainda, mas esqueça o celular a partir do momento que o seu cliente entrar pela porta. Não é legal dividir a atenção entre o seu trabalho e essa tecnologia, ela atrapalha o negócio.

Cuidado com o que fala!

Conversar é muito bom e saudável, o ambiente fica mais leve, mas cuidado com os assuntos que você, profissional, puxa. É bom evitar política, por exemplo, tema super delicado nos dias de hoje. O debate pode gerar discussões maiores e acabar afastando o cliente.

Não fale de outro profissional

Não fale mal do corte de outro profissional para os seus clientes. Explique o que pode ser feito melhor, como pode ajeitar, mas sem criticar o outro. Além de bom senso, é uma questão de ética. Combinado?

Por fim, lembre-se sempre de fazer um bom atendimento! Você, profissional, trabalha com autoestima. O seu cliente quer sair satisfeito, bem e se sentindo bonito. Escute o que ele quer, faça o possível para atender o pedido e converse. Dando a atenção necessária ele vai voltar!